Inclusão e diversidade: moda para todos na Lindex

Look moderno: Blusa assimétrica plus size e afro de chapéu

Diário de maternidade: as 3 primeiras semanas

Flare: o jeans mais cool da história?

Saia formato A de botão frontal e kimono étinico plus size

Masterchefs Norway!

Inclusão e diversidade: moda para todos na Lindex

Inclusão e diversidade: moda para todos na Lindex

 

 

Este Outono, com a campanha “Fall Fashion Heroes”, Lindex integra tamanhos maiores em todos os seus conceitos de moda – coleções dentro de uma fast fashion. Agora, a maioria das peças são oferecidas em tamanhos de até 54. A antiga linha plus size Generous não está mais disponível e faz sentido né?

Significa que Lindex está à frente quando se fala em desenvolvimento entre moda e sociedade, tomando a iniciativa de promover mais inclusão e diversidade. Levantei a discussão entre alguns amigos a fim de ouvir algumas opiniões. Ouvi  que ter tamanhos até 54 não é ser exatamente plus size, mas eu discordo em parte.

Cada casa de moda geralmente tem um target não só no estilo, mas também em tamanhos para trabalhar, a sua grade. Com a”Fall Fashion Heroes”, Lindex não está promovendo exatamente o Plus Size, e sim o “All Sizes” e isso sim é mais nclusão e diversidade.

Por esta razão eu estou feliz em colaborar com eles, mostrando minhas escolhas de peças que eu gostei e deram em mim. Esse é o primeiro look. Um belo vestido bodycon listrado de tricot fino, nas cores-tendência do outono, segundo a Pantone. Um burgandy escuro (tipo de Marsala) com listra em Rose Quartz – cor desse ano – e a outro belo tom para o Outono, Dusty Cedar, e um azul que eu achei semelhante ao Riverside.

Na campanha (veja mais aqui), o vestido foi usado pela deusa Candice Ruffine, meu coração bate rápido …

Vestido Lindex

Bolsa Stella McCartney

Sandalia H&M

Join me

Instagram: @gisellafrancisca

Snapchat: GIFRANCISCA

Facebook FanPage: Gisella Francisca

gisella-francisca-fashion-heroes-lindex-plus-size-4 gisella-francisca-fashion-heroes-lindex-plus-size-5 gisella-francisca-fashion-heroes-lindex-plus-size-3 gisella-francisca-fashion-heroes-lindex-plus-size-6

 

* Vestido cortesia da Lindex Norge/This is PR



 

 

Look moderno: Blusa assimétrica plus size e afro de chapéu

Look moderno: Blusa assimétrica plus size e afro de chapéu

Roupas assimétricas têm o poder de criar um coolness instantâneo em qualquer look. Alguns dizem que não é possível e até mesmo que gordas não podem usar peças com recortes mais modernosos, não simétricos. Eu não posso discordar mais.

Primeiro, nós pessoas curvilíneas podemos usar tudo que quisermos, basta ter bom senso e se sentir bem no look. Em segundo lugar, o bom das regras é que elas podem ser quebradas né mores? Mas olha, não vai fazer a loka por aí na vida e culpar a Gisella não heim?! kkkkk que engraçalhada que eu tô…

Anyways, eu adoro blusa assimétrica. Acho tão moderno. Mas pra mim funcionou melhor com um salto. Aí tbm já lancei a saia mais curtinha porque achei um recorte bonito. Mostrando pele, gata.

Esse tipo de blusa fica legal em qualquer estilo, idade, tipo de corpo… basta você gostar. Acho que vai ficar super bacana tbm com um jeans beeem coladinho.

A saia e a blusa são da Zizzi.

O chapéu é Akins Collective comprado na YME – a loja mais legal de Oslo.

A bota é Acne Studios.

Agora vamos falar de cabelo afro com chapéu? Eu adoro chapéu, eu adoro meu cabelo afro bem cheio. Afro de chapéu não pode? ahahahah o que não pode é alguém ditar como eu vou me vestir, certo?

Join me

Instagram: @gisellafrancisca

Snapchat: GIFRANCISCA

Facebook FanPage: Gisella Francisca

gisella-francisca-assimetrical-plus-size-top-zizzi-4gisella-francisca-assimetrical-plus-size-top-zizzi-6

gisella-francisca-assimetrical-plus-size-top-zizzi-capa
gisella-francisca-assimetrical-plus-size-top-zizzi-5



 

Diário de maternidade: as 3 primeiras semanas

Diário de maternidade: as 3 primeiras semanas

Ele fez três semanas. Parece que foi ontem e ao mesmo parece que ele tem estado aqui pra sempre. Acho que porque é tudo tão intenso e eu sinto que tenho tanto que aprender ainda.

É bom ser humilde e ouvir as pessoas mais experientes quando não sabemos muito de um assunto. Isso vale pra tudo na vida. Mas, se tratando de filhos o buraco é um pouco (ou bem) mais embaixo. Todo mundo acha que sabe mais, que é especialista ou que as crianças seguem um padrão. Cada criança é diferente. Cada uma se comporta e sente as coisas de um jeito. O mesmo acontece com os pais. Ainda assim eu não dispenso um conselho de pessoas que eu respeito e que sei que não vão ficar apontando o dedo pra forma que crio meu filho só por que um dia eu pedi uma opinião. #roloudesabafo

Nossos dias:

Desde que Mikkél chegou em nossas vidas, está rolando um processo de adaptação. Começou quando eu descobri que tava grávida e está em ocorrência ainda. E não só eu preciso me adaptar. Ele precisa de adaptar à mim e meu marido, à gente.

Ter um serumaninho tão pequeno e dependente totalmente de mim é um dos maiores desafios que eu já tive na vida. É um mix de extrema felicidade, com estado de graça e um medo grande de errar, de estar causando alguma dor nele, sei lá!

Por exemplo, ele está hoje com umas bolinhas na testa. Li no material que recebi do posto de saúde que é normal que ele tenha umas bolinhas ou marquinhas na pele no início. Pode ser uma alergia a qualquer coisa, de comida que eu como a um creme que eu uso, passando pelo tecido de alguma roupa e até a barba do meu marido. Precisamos fazer testes e descobrir por nós mesmos o que é.

Não tem manual de instrução, Mikkél não fala, eu não tenho experiência, especialistas dizem que é normal… fazer o que? Descobrir sozinha né?

Ele não chora muito e sou agradecida por isso. Mas gente, esse menino come… tipo, muito! Parece que puxou alguém né? kkkk. Então eu acordo várias vezes por noite para amamentar. Tenho também ordenhado leite com a bombinha pro meu marido dar pra ele de madrugada, é nossa tentativa de dormirmos mais. Mas na boa, não funciona. Primeiro que se ele faz qualquer barulho meu instinto de mãe me acorda. Segundo que eu acordo sozinha só pra ficar olhando pra ele… awwnnn.

gisella-francisca-maternidade-plus-size-set16-3

Cuidados:

Na quarta feira passada a “HelseSøster” veio aqui em casa. Ela é uma espécie de pediatra que o governo direcionou pra ele quando nasceu. Ela o pesou, mediu, examinou, fez uns testes de coordenação motora, me orientou em várias coisas, tipo truques pra ele se acalmar, melhor posição pra amamentar, etc…

Ela entregou pra gente um fichário que é o diário dele. Ali tem todas as informações de saúde do Mikkél, cartão de vacinação, acompanhamento de peso, etc… em dez dias ele engordou 1kg. ahahahah Tô falando que ele come bem?!

Ela inclusive indicou uma chupeta pra gente testar se ele quer comer toda hora mesmo ou se ele quer ficar gostosinho aconchegado. Por enquanto a comida está vencendo. Eu também não curto muito chupeta pra bebê mas não sou extremamente contra. Vai depender da necessidade e tal.

gisella-francisca-maternidade-plus-size-set16-1imagem-jpeg-50c745b3bd0c-1

……

O que está (e não está) funcionando pra mim:

Você dorme quando o bebê dorme! Mentira. Você dorme quando der e se der. Aqui na Noruega é super caro ter empregada, babá ou uma pessoa fixa pra te ajudar. Meu marido trabalha fora. Mesmo que consiga ficar em casa uns dias, ele precisa trabalhar em casa. Então se Mikkél dorme eu vou tentar comer, lavar roupa, arrumar a casa, editar foto, fazer post, escrever, responder emails, fazer pesquisa e, principalmente, tentar descansar um pouco já que isso não acontece à noite.

Ele dorme na caminha linda que compramos pra ele! Não está acontecendo. Ele até fica lá mas no meio da noite só relaxa a ponto de dormir quando está na nossa cama. No meio da gente. É a coisa mais deliciosa quando ele se esforça pra virar pra mim. É o que me dá energia pra tanto desgaste.

Os bodies transpassados são mais práticos! MUITO VERDADE! Se você estiver comprando enxoval ou presente pra algum bebê recém nascido, prefira esse tipo de roupinha. Não precisa passar pela cabeça, é muito mais fácil de vestir. No meio da madrugada, no topo do seu estado de zumbi, você vai agradecer ter esses bodies.

A coisa “marido e mulher” muda muito! TUDO VERDADE. A gente muda, a rotina, a casa, as prioridades, tudo. Acho que por isso a taxa alta de separação entre casais que estão juntos há pouco tempo e têm bebê logo. É preciso muita intimidade, paciência e cumplicidade entre o casal. Vocês não fazem mais o que querem e quando querem – e não falo somente de sexo. Vocês agora têm um novo chefe, more. E ele demanda atenção.

É uma fase de luto pra mulher! SIM. Parece mesmo. Luto pela sua vida que jaz e pelo abandono de tudo que você considerava importante ou tinha interesse por. Agora se você tiver tempo pra tomar um chá, já considere uma vitória ok?

…..

Eu posso dizer que a vida virou uma bagunça, zona mesmo! No meu caso eu “fiquei grávida” e tive um filho em quatro meses. Por isso não tive tanto tempo pra me preparar emocionalmente. Tem sido uma montanha russa. Sempre com final feliz. Mikkél completou minha vida e me fez virar uma pessoa melhor em tempo récorde. E estou feliz em dividir isso com vocês.

Quem aí vai ter filho daqui a pouco ou está planejando? Me conta?

gisella-francisca-maternidade-plus-size-set16-2

Instagram: @gisellafrancisca

Snapchat: GIFRANCISCA

Facebook FanPage: Gisella Francisca



Flare: o jeans mais cool da história?

Flare: o jeans mais cool da história?

gisella-francisca-jeans-flare-plus-size-zizzi-10

O jeans flare já está por aí há bastante tempo. De acordo com o jornal The Guardian, marinheiros americanos foram os primeiros adotar as  calças boca de sino lá no século 19. Acredita-se que por motivos práticos já que com esse tipo de calça era mais fácil puxar um homem que tivesse caído fora da embarcação e também era mais fácil de tirar quando estava molhada. Curioso né?

Até meados dos anos 60 esse tipo de jeans não pegou. Mas nenhuma década abraçou mais o modelo quanto os anos 70. Como música e moda sempre andaram lado a lado na construção de tendências, artistas e celebridades da época ajudaram a popularizar esse tipo de jeans através de suas apariçoes na TV, shows e claro, festivais paz e amor como Woodstock.

Aqui você vê dois homens super cool, não famosos e maravilhosos arrasando na calça boca de sino. E claro, os deuses do Jackson Five e muso Jimmy Hendrix. 

flare-jeans-1 flare-jeans-2flare-jeans-3hendrix-flare-jeans

Há cerca de dois anos a vibe anos 70 na moda voltou com força e claro, as bocas de sino também voltaram. Quando de cintura alta, as calças desse shape dão uma forma tão bonita ao corpo. Realmente merece o nome de Flare, já que cria uma silhueta fluida, leve e curvilínea pro corpo.

A Zizzi fez um modelo maravilhoso assim, o que to usando na foto. Gostei bastante da cintura alta e a boca mais aberta na medida certa. O nome do modelo é Ellen e faz parte do novo conceito de Jeans deles.

Se você não tem uma calça Flare, pode garantir a sua porque o modelo parece ter voltado pra ficar. Ainda tem uma linda clarinha ideal pro verão lá na minha lojinha do Enjoei. Tem link no meu Face.

E vc? Como é o seu tipo preferido de jeans? Me conta:

Instagram: @gisellafrancisca

Snapchat: GIFRANCISCA

Facebook FanPage: Gisella Francisca

 


gisella-francisca-jeans-flare-plus-size-zizzi-2 gisella-francisca-jeans-flare-plus-size-zizzi-3 gisella-francisca-jeans-flare-plus-size-zizzi-6 gisella-francisca-jeans-flare-plus-size-zizzi-7



 

Saia formato A de botão frontal e kimono étinico plus size

Saia formato A de botão frontal e kimono étinico plus size

Eu tô simplesmemte amando essa tendência de saia em formato A com botão na frente. Tão vintage e moderninha… Nas gringas a tendência já está rolando há cerca de três estações e mesmo assim estava difícil achar tamanho plus size desse tipo de saia.

Esse modelo de veludo que tô usando é da Zizzi. Eles estão cada vez mais antenados com as tendências e jovializando a marca a cada coleção. E foi um dos motivos de começarmos a trabalhar juntos e eu ser embaixadora da marca. Sem contar que esse investimento na marca, tanto com o design das peCas quanto com as campanhas e demais ações de marketing não estão influenciando o preço final e disponibilidade dos produtos. Acho isso um bom exemplo para marcas brasileiras. Às vezes é preciso apertar de um lado pra colher mais pra frente.

A saia ficou linda com o kimono étinico com franjas. O tom do vermelho é o pantone Aurora Red que, segundo a organização rainha das cores, é sensual e moderno.

Você curtiu o look? Me conta…

Instagram: @gisellafrancisca

Snapchat: GIFRANCISCA

Facebook FanPage: Gisella Francisca

 

 

gisella-francisca-plus-size-fashion-zizzi-ethinic-kimono 4 gisella-francisca-plus-size-fashion-zizzi-ethinic-kimono 2 gisella-francisca-plus-size-fashion-zizzi-ethinic-kimono 3 gisella-francisca-plus-size-fashion-zizzi-ethinic-kimono 1

 



Masterchefs Norway!

Masterchefs Norway!

Finalmente chegou a hora de dividir com vocês essa notícia que eu venho me coçando há tanto tempo pra contar: eu estou na próxima edição do Masterchefs Noruega. A premiére é na próxima segunda, di 5/09 no canal norueguês TV3. Mas dá pra assistir online. Só clicar aqui. 

Estou tão empolgada! E também com um pouco de vergonha de me ver na TV. hhihiih. Foi tudo tão rápido, quando eu vi já estava num avião indo pra Dinamarca pra gravar o programa.

Foi assim: eu vi o anúncio no Facebook e fui lá no link ver qual era. A questão era eu não falar Norueguês fluentemente na época. Bem até hoje não posso dizer que sou a mais fluente né? kkkk Mesmo com esse impasse da língua, eu me inscrevi. Preenchi um formulário giga, dei sugestões de menu pra jantar de grupo, um monte de coisa, aí no dia seguinte recebi uma ligação da produção e fui pra entrvista. Fiz vários testes e finalmente fui recrutada.

A produçào é maravilhosa. O estúdio é exatamente como vemos na TV. Ai que emoção. Parecia um sonho gente. Eu que sempre fui fã de programa de receita, até ficava fingindo que tava gravando um programa na cozinha da minha casa… hhahahahaha

Mas não é fácil. É muita pressão mesmo. Além da pressão da competição, tem tudo que a gente não vê: um montao de câmeras em cima da gente, um montão de gente da produção e a direção mandando você conversar com os outros participantes, assim o show fica mais interessante. E o quartinho de depoimento? Ai que emoção gente…

Espero que vocês assistam e se divirtam tanto quanto eu me diverti.

Aqui dá pra assistir o comercial que tá rolando na TV na Noruega toda. Ai que frio na barriga!

MasterChef premiere.

Me conta o que você achou.

Vem me amar:

Instagram: @gisellafrancisca

Snapchat: GIFRANCISCA

Facebook FanPage: Gisella Francisca

 

_M5A7325

 

 

Melhor jeans pra cada corpo

Melhor jeans pra cada corpo

Pra facilitar a vida de quem quer achar o melhor jeans para seu tipo de corpo, a Zizzi ampliou os modelos de jeans e lançou um novo conceito em que cada um tem um nome e um fit diferente. Cintura alta com quadril curvilíneo e pernas retas, cintura regular com pernas super skinny… tem pra todo mundo.

Agora são ao todo nove modelos que abraçam as curvas e deixam a gente como? Mais linda ainda de jeans né mores?

Embora os modelos não sejam vendidos no Brasil ainda (tenho alguns na minha lojinha do enjoei), esse tipo de notícia é bacana pra dar umas idéias tanto pra gente como consumidor como para as marcas. Aqui dá pra ver todos os modelos, seus respectivos nomes e fits.

 

Na foto eu tô usando o modelo AMY que tem cintura alta, quadril curvilíneo e pernas extra skinni. Pra marcar as curvas que eu não sou palhaça kkkk

Top e Jeans da Zizzi e sapato da saudosa Maria Bonita.

E vc? Como é o seu tipo preferido de jeans? Me conta:

Instagram: @gisellafrancisca

Snapchat: GIFRANCISCA

Facebook FanPage: Gisella Francisca

gisella-francisca-plus-size-jeans-zizzi 1 gisella-francisca-plus-size-jeans-zizzi 2 gisella-francisca-plus-size-jeans-zizzi 3

*top and jeans foram patrocinados pela Zizzi para seus embaixadores.

Maternidade por acaso: meu diário de ser mãe

Maternidade por acaso: meu diário de ser mãe



Hoje faz onze dias que sou mãe. Escrevendo essa frase, lendo alto, repetindo… mesmo assim tá meio longe da ficha cair. Isso porque não sei o que vai me dizer que a ficha caiu ou não. Quer mais choque de realidade do que um parto normal e onze noites sem dormir direito? Isso sem contar os últimos meses de gravidez em que eu não dormia bem.

Eu já sou mãe desde que descobri que estava gerando esse “serumaninho” (já sabe como foi tudo muito doido?). Desde então já não há planos sem ele, não há nada mais na minha vida que não o inclua. Mesmo que eu planeje coisas que não são exatamente pra eu fazer com um filho no colo, tem que ter um plano que compreenda onde ele vai estar enquanto eu estiver fazendo essa tal coisa. Esse é um ponto interessante: acho que vou chegar a um equilíbrio mas me sinto um pouco culpada de ter algum plano em mente que não inclua meu filho comigo. Doido né? Eu sei…

Existe uma grande romantização do que é ser mãe. Com tão pouco tempo de cadeira eu definitivamente não posso discorrer com precisão sobre o que de fato é ser mãe, mas estou aprendendo. Rápido. E intensamente. Ouvi dizer que quando você vê a carinha dele, todas as dores do mundo passam. Não passam não. Você apenas fica num estado de graça que deixa a dor mais suportável. Você se coloca em segundo plano, sempre.

Um exemplo corriqueiro: meu filho come muito, o menino é grande pra idade dele então ele precisa de mais leite do que os outros bebês da idade dele. Por isso meu mamilo dói quando amamento. Mas aí ele chora com fome e eu nem penso na dor, vai com dor mesmo, ele precisa se alimentar. A médica me disse que eu posso usar a formula pra complementar e me dar mais um descanso, tanto de dormir de noite quanto pro meu mamilo dolorido. Mas aí entra o fator “mãe em segundo plano” e eu decido não usar leite artificial se eu produzo naturalmente o monte que ele precisa. Posso dormir depois…

Duas semanas atrás eu não sabia nem segurar um recém nascido. Trocar fralda então, acho que só tinha feito uma vez na vida. Dez dias atrás eu não sabia o que me esperava… Há poucos elementos de romantismo no dia a dia de quem acabou de ter filho. Tenho dormido pouquíssimo, tempo pra mim não sobra, estou melhor agora mas na primeira semana parecia que eu tinha sido atropelada. Por dormir pouco estou sempre com dor de cabeça. E se você perguntar pra outra mulher que acabou de virar mãe, os sintomas não serão tão diferentes. 

Mas aí ele se acalma quando eu o seguro, respira fundo relaxado quando deita na minha barriga com sua pele encostando na minha, abre os olhos e me procura quando ouve a minha voz ou dá aquele escândalo de fome quando sente meu cheiro (o do leite, mais precisamente). Acho que é desse sentimento de recompensa que falam quando dizem “é difícil mas vale a pena”.

gisella-francisca-maternidade-plus-size-vestido-listrado 1

O parto:

Lembra que falei aqui que queria parto natural mas estava com medo? Eu tinha razão. É puxado mesmo. Geralmente o primeiro parto é sempre longo. O corpo nunca fez isso, você nunca passou por nada parecido então tudo é novidade. Desde os primeiros sintomas do trabalho de parto até o bebê nascer foram quase 26 horas!!! Eu fiquei a maioria do tempo em casa e só fui pro hospital quando as contrações estavam frequentes e fortes. E foi meio curioso mas eu estava sempre me preparando pra uma contração mais forte, aí vinha uma mais forte e eu pensava, ok, tá vindo mais por aí… parece terror psicológico mas isso acabou me ajudando de alguma forma. Eu até tomei a epidural, como eu queria. Já cheguei no hospital assim “epidural tá?” kkkkk. Mas acabou que a anestesia retardou meu processo de dilatação então tiramos a anestesia e foi na cara e na coragem mesmo. 

Fiquei satisfeita em ter tido um parto natural, só com a parteira mesmo e um assistente dela. É realmente uma experiência única como todo mundo fala. Única na dor, tipo, sério, dói mesmo mas a gente suporta.Explicar dor é difícil mas é uma cólica menstrual com uma dor muscular na virilha que se alastra para as costas. Além disso tem a ultra desagradável sensação de algo estar abrindo seu ventre por dentro. Pois é, não é mesmo um passeio no parque. Eu ficava o tempo todo falando pra mim: eu posso, eu consigo, I take it as a woman! Meu marido também ajudou muito na motivação e na calma. 

É assim que é: we take it as women ou nós suportamos como mulheres (numa tradução livre que tira um pouquinho da força que a frase em inglês tem).

Depois do parto eu fiquei 3 dias no hospital. É o padrão para parto normal. Foi bom porque tive a oportunidade de fazer um tipo de curso intensivo com o time de parteiras lá. Ainda descolei um quarto só pra mim e meu marido. É o desenrole carioca né mores? kkkk

No quarto do lado tinham mais dois bebês e a gente dividia o berçário. Já tinha fraldas, roupinhas, mantinhas, tudo do hospital. Acabei nem usando o que eu levei. Achei isso tão legal.

O principeso:

Nasceu dia 19/08 com 52cm e 3,925kg. Um bebezão. Todo perfeitinho, fez os testes e não deu nada de anormal. É branquelo mas está pegando uma corzinha aos poucos. Mamãe adoraria que o cabelo dele fosse cacheado mas ainda é cedo né? Ele mama toda hora, é forte e saudável (no parto os batimentos cardíacos dele se mantiveram estáveis o tempo todo). A médica dele acha que ele é um bebê feliz e com linguagem corporal relaxada. Mamãe toda boba né?

Ele se chama Mikkél! É um nome nordico, mais comum na Dinamarca, Finlândia e Islândia. Eu coloquei o acento pra ficar mais abrasileirado, já que eu sempre quis chamar meu filho de Miguel. Mas aqui na Noruega não funcionaria bem e eu amo Mikkel. Falamos Míkkel aqui e Mikkél no Brasil. Eu falo português com ele e meu marido, Norueguês. Vamos deixar pra ele aprender inglês depois. Muito idioma junto pode atrapalhar o processo de aprendizagem e fala dele.

Mikkél é uma benção nas nossas vidas. É tanta luz num corpinho só… só agora eu consigo perceber que faltava alguma coisa na vida…

gisella-francisca-maternidade-plus-size-baby-ago16 1gisella-francisca-maternidade-plus-size-baby-ago16 2

Agora advinha? Patrão tá chamando, tenho que ir.

Obrigada de novo a todos os votos carinhosos que vocês têm mandado pra mim. Eu valorizo cada minutinho que vcs dedicam a nos desejar coisas boas. E faço pensamento positivo desejando esse amor todo de volta pra vocês e suas famílias.

Meu look:

Tô usando esse vestido muso da Julia Plus que tá disponível no site Glamour.com.br – eles são pioneiros em venda online de roupa e acessórios no Brasil e estão começando com a linha Plus Size.

O kimono/trench/veste é da River Island. Mule da H&M.

*vestido e trench patrocinados

gisella-francisca-maternidade-plus-size-vestido-listrado 2gisella-francisca-maternidade-plus-size-vestido-listrado 3

O jogo da espera

O jogo da espera

 

Ganha quem mantiver-se calmo e puder controlar melhor a ansiedade e expectativa. Parece que eu preciso trabalhar forte pra vencer.

Até hoje já passaram 6 dias da minha data de parto. Essas datas não são exatas mas servem pra dar um norte no acompanhamento na gravidez. Considerando que no meu caso, com essa gravidez tão atípica (pra ser eufêmica), pode ser que eu não possa nem contar com essa data prevista. Já sabe de como foi a “descoberta”? Veja mais aqui.

Os dias passam, rápido?

Os dias têm sido de preparação mesmo. Intensa. Decorar o cantinho dele, arrumar a bolsa – essa já tá pronta há um bom tempo, lavar e passar as roupinhas, fazer visitas, ver minha família e amigos, receber minha irmã e sobrinha que vieram pra Oslo pra ver o nascimento do bebê… Tudo tão corrido.

Mesmo assim eu não consigo pensar em outra coisa. Até a semana passada, que foi a 40 de acordo com os cálculos aproximados, eu estava me sentindo bem ativa, conseguia resolver várias coisas na rua no mesmo dia e ainda tinha energia pra chegar em casa e cozinhar um jantar de entrada, principal e sobremesa.

Agora parece que o jogo virou bastante. É impressionante como em tão pouco tempo meu corpo mudou e me sinto tão cansada com pouco. Vou pra rua e só faço uma coisinha e já fico querendo sentar e descansar. Pés e mãos bem inchados, isso significa que não uso mais meus anéis preferidos e tenho escolha limitada de sapatos.

Pelo menos a maioria das roupas eu não perdi. Sinceramente isso me conforta. Pior coisa séria eu ter que comprar um monte de peças nesse momento em que estamos gastando grana com preparativos  para nosso principeso.

Meu marido está nas nuvens. E eu tbm. Eu geralmente não sou do tipo romântica melosa mas não consigo não me emocionar com a mágica de ter uma pessoa crescendo dentro de vc que é o resultado de duas outras pessoas que se amam e querem estar juntos e construir uma família. A nossa ainda é pequena mas já tem uma piscina de amor aqui pra “elezinho”.

O parto

Por enquanto é uma espera tensa mesmo. Estou bem apreensiva com o parto. Penso muito na hora de ver p rostinho dele e segura-lo mas penso muito na dor tbm. Parto não é nenhum passeio no parque né, mores? Mesmo assim quero que seja um parto natural, vamos esperar ele decidir a hora de vir nos conhecer e o hospital também aprecia isso. Nem que eu quisesse induzir eles não fariam só por opção minha ou deles. O bebê que manda. Depois que ele nascer eu devo ficar uns dois dias no hospital ainda. Nesses dois dias eu devo receber visita de família e amigos mais íntimos. Sinceramente, ainda bem que aqui não é costume ter que ter lembrancinha no hospital, seria mais uma coisa pra eu resolver e não estou “podeni”.

Eu tenho dividido bastante fotos e sentimentos com vocês nas minhas mídias sociais. E estou tão grata pelo retorno. Eu não imaginei que ficaria grávida ainda esse ano e nem que teria uma experiência tão positiva. Sou muito grata ao universo pela gravidez tranquila. Sou especialmente grata a vocês por todas as mensagens e comentários de carinho e apoio que recebo todo dia. É um sentimento tão bom, me completa e tranquiliza.


Leia mais:

A maior surpresa de todas: um post bem pessoal e sincero

Estilo de grávida: 8 dicas pra se vestir bem nesse momento tão especial


Sortuda:

Além de sorte em ter tanto carinho das leitoras-amigas, eu me sinto sortuda e muitíssimo agradecida em ter oportunidade de ter meu filho aqui na Noruega. O sistema de saúde não é perfeito. Existem diversas semelhanças com o Brasil, embora muita gente ache que não. Mas quando se está grávida, você vira prioridade. Desde que descobri minha gestação, em abril, eu já fui a mais de 32 controles/consultas. Nesse período eu paguei apenas a primeira ultra e o equivalente a 200 reais por todo o material de exames que já usei. E foram muitos.

Pelo meu endereço eu fui direcionada ao hospital Ullevål, que é um dos melhores do mundo em partos e tratamentos de bebês com qualquer problema. A tecnologia deles é super avançada e, mais importante, os médicos, parteiras e enfermeiras são competentes demais. Hoje por exemplo quem está fazendo meu controle é a chefe geral de ginecologia/obstetrícia do hospital. E o que eu faço no controle?

Primeiro é bom falar que eu faço controle (pré natal) tanto com minha médica geral (fastlege – que é escolhida pra mim pelo governo com base no local onde eu moro – e ainda calhou de ela ser minha vizinha de prédio), uma parteira (chamada jordmor) no posto de saúde perto da minha casa, e também com o hospital que vai fazer meu parto. A parteira entende tudo de parto, claro, me dá dicas, tira dúvidas, mede minha pressão, faz exames, etc… os outros médicos também fazem isso, claro, mas tem alcance maior. Sinceramente eu não sei explicar exatamente as diferenças com o Brasil nesse sentido porque nunca acompanhei de perto uma grávida no país. Mas se vcs mandarem dúvidas, eu vou atrás de respostas.

Eu chego no controle e faço uma medição dos movimentos dele com um aparelho que gruda na minha barriga (olha a foto) e eu aperto um botão cada vez que ele mexer.

IMG_0232

Ali eles tbm medem os batimentos dele, os meus e minha pressão arterial. Com esses resultados eu vou pra sala da médica e ela faz uma ultra 2D só pra medir o crescimento do bebê. O meu está com quase 4kg (!!!) e cerca de 52cm. :-)

Como já passei da data de previsão do parto, no controle eles tbm estão checando se tenho alguma dilatação. Por enquanto nada, gente.

Então é um jogo de espera mesmo. Ele pode vir a qualquer momento e os pais como? Nervosos né? Mas ajuda saber que tenho carinho por esse lado daí da tela e da minha família e amigos por aqui.

Espero que no próximo post eu já consiga mostrá meu príncipe a vcs. Nesse momento escrevo direto da sala de controle de movimentos e batimentos cardíacos dele, então já to no clima de trazer um bebê pro mundo, gente. Torçam pra não doer muito por favor!

Beijos cheidiamor!

Vamos conversar mais? 

Instagram: @gisellafrancisca

Snapchat: GIFRANCISCA

Facebook FanPage: Gisella Francisca

gisella-francisca-plus-size-fashion-pregnant 1 gisella-francisca-plus-size-fashion-pregnant 2

 




 

Video: Maquiagem de diva pra casamento e festas!

Video: Maquiagem de diva pra casamento e festas!

Menina, olha quem tá de volta no Youtube? Aliás, você já conhece meu canal? Vai lá e assina porque tem vários videos legais. A promessa continua a mesma, ter sempre atualização lá com videos novos. Tem vlog, maquiagem, moda plus size… eu o que? A-D-O-R-O!

O video mais fresquinho é um tutorial simplificando esse look de “cut-crease” da foto. O cut crease é uma expressão bonitinha só pra dizer que o côncavo está marcado. Pelo menos é assim que eu entendo. O resultado é um olho marcado, que deixa seu look assim bem divo. A boa é que dá pra adaptar com tons diferentes e usar a mesma técnica pra criar makes personalizados, de acordo com seu gostinho, né mozi?

gisella-francisca-maquiagem-pele-negra-batom-vermelho

 

Os produtos – você pode usar os seus pra criar o seu look como quiser:

Prep:

Mac Fix+ Brume Fixante – pode ser usado antes ou depois do make pra fixar. Usando depois ele faz o make mais natural, menos empapado. E usado antes deixa a pele mais preparada pra recber e fixar o produto. Além de ser uma diliça na pele. :-)

Olhos:

Pincel Mac 224 (pincel pra esfumar)

Sombra Mac Cork (é marrom fosca)

Pincel lápis (pode ser o Mac 219)

Sombra Phebo Carvão (é preta fosca)

Primer pra sombras Kryolan

Pincel de sombra Mac 239

Sombra Mac Vanilla (é uma sombra marfim e cintilante)

Pincel Mac 217 (é tbm pra esfumar mas menor que o 224)

Sombra dourada Loreal 151 pure gold (gosto tbm da Capim Dourado da Phebo)

Lápis marfim Chanel (pra aumentar os olhos, pode ser qq lápis de sua preferência)

Delineador Mac Superslick liquid eyeliner preto (qq delineador preto serve)

Pigmento dourado Mac Melon (já saiu de linha eu acho, mas qq sombra glitter dourado serve)

Máscara de cilios Bombastic Volume da Vult

Cílios postiços num. 21 da Mac com cola Duo (não colei um dos lados direito mas depois do video eu consertei)

Pele:

Lápis contorno labial vermelho da Shiseido (usei como corretor de cor para a pele e nos lábios tbm)

Pincel de corretivo Mac 195

Corretivo Mac Prolongwear NC42

Pincel Real Techniques (eles não são caros e são maravilhosos. Vale a pena tentar comprar)

Para contorno:

Nix Duo highlight and Contour na cor deep – vem o tom mais claro e o mais escuro em um bastão só. Textura cremosa e até meio seca)

Esfumo com um Beauty Blender

Lápis de sobrancelha Chanel (use o seu preferido)

Pó compacto Chanel Les Beiges num 50

Pincel Mac 182

Blush Phebo Zinnia

Pincel de Blush Mac 168

Sombra dourada da Loreal como iluminador (sim, sombra pode ser tudo, gente)

Lápis contorno labial vermelho da Shiseido (é macio e hidratante então não precisa nem de batom em cima)


 

Agora vamos ao video!

Espero que vocês gostem e tentem fazer em casa.

Assinem o canal e deem aquele like se curtirem. Faz a maior diferença…

 

 

 

Vem conversar:

Instagram: @gisellafrancisca

Snapchat: GIFRANCISCA

Facebook FanPage: Gisella Francisca

 

 

8 dicas de estilo para grávidas

8 dicas de estilo para grávidas

Pra começar esse post precisamos lembrar que eu não sou a grávida mais tradicional, mas talvez uma das mais sortudas. E talvez isso tenha influenciado a maneira como tenho me vestido nesses ultimos meses. Sendo o estilo pessoal parte de quem somos, eu não poderia e não quero mudar meu estilo durante esse período maravilhoso da minha vida. Embora uma coisa seja certa: a gente fica sim sem opção e tem que repetir roupa mesmo. “kekitem?”.

Para algumas mulheres, a barriga começa a aparecer mais cedo, talvez em torno de 4 meses? Talvez a minha tenha aparecido por aí tbm, mas eu achava que era devido ao meu estilo de vida do último ano, muita viagem, janta sempre tarde… essas coisas. Minha barriga começou a aparecer mesmo quando eu já estava entre 5 e 6 meses – exatamente quando eu descobri a gravidez (seria coincidência ou uma pegadinha da mente?).

Nosso corpo muda tanto, começamos a sentir coisas tão diferentes que manter as suas roupas se elas ainda derem em vc, pode ser uma maneira de trazer de volta esse senso de normalidade que foge da gente quando estamos grávidas.

 

Mostra bem!

Saia lápis é nossa melhor amiga. Elas ajudam a modelar o corpo e mostrar que de fato você está grávida e não comendo melancias por aí. As saias precisam ser coladinhas mas confortáveis, nada apertado na cintura tá? Tecidos com bastante stretch são os melhores nesse caso.

Aí pode combinar com camisetas, camisas, blazers, kimonos, vc escolhe….

gisella-francisca-plus-size-pregnancy-gravida-plus-size-lindex-riverisland 3

Aqui com cerca de 6 meses

IMG_9778

gisella-francisca-lindex-holly-whyte-all-sizes-plus-size-fashion 3Aqui com quase 7
gisella-francisca-plus-size-trend-zizzi-black-label-spring 10

Aqui eu estava com 4 meses, cadê barriga?

Saias em formato A

Muita gente adora essas saias, incluindo eu. São confortáveis, femininas e fáceis de achar. O modelo não mostra a barriga logo de cara, mas você pode trabalhar isso na pose, olha só nas fotos.

Use com blusas mais secas, é o ideal. Se você quiser modernizar, misture estampas, faça sobreposições. Divirta-se.

gisella-francisca-trendy-plus-size-HM-skirt-saia-look 4

Estava de 4 meses

gisella-francisca-plus-size-saia-skirt-saia-evasee-midi 3

Aqui, de 3 pra 4.

gisella-francisca-plussize-fashion-lindex-storestorrelse 5

Aqui eu estava com quase 7 meses. As saias em formato A não modelam a barriga, mas olha a pose como ajuda:

gisella-francisca-plussize-fashion-lindex-storestorrelse 3FullSizeRender 3

Camisetas

Você quer estar confortável. Isso é tudo. Mas uma camiseta pode parecer meio chata, então dê um nó, use acessórios, brinque com as estampas, o que você gostar mais. O importante é investir em camisetas e tops mais presos ao corpo e confortáveis mesmo assim.

 

FullSizeRender 5IMG_9511 IMG_8694
IMG_9809IMG_8944

 

Vestidos e túnicas 

Amoooo. Super práticos e confortáveis, além de lindos. Palavras mágicas quando o assunto é se vestir né? Mas cuidado com as formas, você não quer ficar tipo um tenda mas não quer ficar tão apertada também. Aqui alguns modelos que eu já usei na gravidez. Tô pensando em comprar um vestido tipo bodycon, aqueles bem agarradinhos. Mas, será que eu preciso mesmo?

gisella-francisca-plus-size-pregnancy-zizzi-tunica 2 gisella-francisca-plus-size-summer-stripped-dress-zizzi 1 gisella-francisca-plus-size-riverisland-floral-longo-dress-vestido 2 gisella-francisca-plus-size-summer-zizzi-mai16 9 gisella-francisca-plus-size-river-island-print-long-dress 1

Lingerie:

Eu gosto que minhas calcinhas sejam de cintura alta e com conforto máximo. Eu fiquei um tempão procurando calcinha de grávida mas não achava alguma que me vestisse bem e fosse do jeito que eu queria. Até que encontrei essas da foto, que fazem parte de um kit da Lindex – uma fast fashion grande por aqui. A boa é que elas são de algodão orgânico. Porque nessa época da vida, as partes precisam respirar gente. ahahahhaha

E de quebra ainda tô usando a preta na praia como biquini. Fazer o que? Meus biquinis e maiôs não me cabem mais.

FullSizeRender 6

IMG_9879

 

Continue explorando seu guarda roupas de possibilidades e não compre muita coisa!

Depois que temos filho, alguém que depende da gente, não tem mais como arriscar não ter uma graninha juntada todo mês. Então os gastos estão super controlados e priorizados, até porque essa criança nem nasceu e já como dinheiro né? ahahahha sério, gastos com berço, carrinho, cadeira pro carro… ufa, quanta coisa!

Isso significa que acabou essa história de gostei, comprei. Agora eu avalio se gosto mesmo, quase nunca compro na hora, espero um pouco pra ver se eu quero mesmo e caio dentro se está na promoção tipo, 70%. kkkkk

E sério, os hormônios deixam a gente meio doida querendo fazer mudanças mais radicais, mudando nosso comportamento legal… Só que o mais importante é estarmos ligadas que essa é uma fase da vida e estamos na condição de “eu temporário”. Pensar assim ajuda muito no auto controle.

 

Mostre pele!

Nada errado em estar bem orgulhosa da sua barriga. A gravidez é um momento lindo, é um fenômeno natural a ser celebrado e compartilhado. Eu mostro barriga mesmo, a hora que eu quero. Aqui a galera parece não estar acostumada com isso, então ao invés de parar eu fico achando que estou ajudando a abrir a cabeça de quem olha muito kkkkk

Só você pode julgar como e deve se vestir e se portar, estando grávida ou não! Não deixe essa decisão pra mais ninguém. Muita gente pensa muita coisa sobre a vida dos outros. Isso é um ponto que aumenta muito na gravidez, mas cabe a você se posicionar e decidir pela sua vida e do seu bebê, junto com o pai, a outra mãe, ou quem você considerar pacas, pra isso. :-)

Se vestir na gravidez é tudo sobre se sentir bem e bonita com seu corpo. Além de confortável, o que é mais importante. Seu corpo, sua imagem, seu look e seu estilo são seus. Mantenha-os e tenha fé no senso d normalidade que isso dá. Parece besteira, mas várias vezes a gente não sabe mais se o corpo é nosso e não o reconhece mais. Use essas sugestões a seu favor e use o estilo pra te fazer se sentir melhor. não se sinta presa a nada, só a seu bebê lindo.

Mandando amor, gente!

Vem me amar!

Instagram: @gisellafrancisca

Snapchat: GIFRANCISCA

Facebook FanPage: Gisella Francisca

Tamanhos maiores, moda pra todo mundo

Tamanhos maiores, moda pra todo mundo

 

 

Fico feliz em ver que tem marca seguindo o caminho do bem e parando de ignorar o mercado de tamanhos maiores. E não tô falando de marcas exclusivamente plus size que atuam num nicho importante, mas de marcas de fast fashion, que se atentaram para a tendência de inclusão de tamanhos maiores em suas grades normais, possibilitando que as pessoas tenham o mesmo acesso à moda.

Eu quero viver pra ver isso ser o normal, todo mundo tendo acesso às mesmas roupas, garantindo maior inclusão e menos pessoas se sentindo à margem da sociedade qundo o assunto é moda e estilo.

A Lindex, que é uma fast fashion grande na Europa está seguindo esse caminho. Fui convidada a trabalhar com eles, selecionando alguns looks de verão que me agradassem, na coleção Holly and Whyte – a primeira a ter seus tamanhos estendidos. O plano deles é que a partir do segundo semestre todas as coleções tenham tamanhos maiores. Eles vão manter a linha Generous, que é exclusivamente plus size.

Eu fui numa das lojas deles em Oslo e peguei algumas peças. O que eu fiz? Claro que misturei estampa né mores? Não me pergunte o que tá acontecendo comigo que eu não páro de fazer isso. Eu simplesmente adoro. E não tem mistura mais fácil do que uma envolvendo peça de listras né?

E você, curte mistura de estampa? Me conta aí.

Vem conversar:

Instagram: @gisellafrancisca

Snapchat: GIFRANCISCA

Facebook FanPage: Gisella Francisca

gisella-francisca-lindex-holly-whyte-all-sizes-plus-size-fashion 1gisella-francisca-lindex-holly-whyte-all-sizes-plus-size-fashion 4 gisella-francisca-lindex-holly-whyte-all-sizes-plus-size-fashion 2gisella-francisca-lindex-holly-whyte-all-sizes-plus-size-fashion 5 gisella-francisca-lindex-holly-whyte-all-sizes-plus-size-fashion 3

Plus size Tunic by Zizzi

Plus size Tunic by Zizzi

Túnica é uma das peças mais versáteis do guarda roupas plus size. Acho que por isso que eu curti tanto essa peça da Zizzi. O tecido é levinho e o detalhe da manga dá essa vibe setenta meio boho que eu tanto curto pro verão.

Uma túnica asim pode ser usada com calça jeans e bota, saia lápis e scarpin, sozinha com rasteira o tênis, você que manda. O importante é testar o que você gosta mais no seu corpo e começar a usar o que quiser, certo?

Como eu estou grávida (já deu pra perceber né?), quase tudo que eu uso pode agora ser considerado “roupa de grávida” mas eu não acho que esse seja o caso aqui. Primeiro que eu uso as coisas que já usava antes, segundo que quem faz a roupa é a gente né, mores?

Esse look eu usei pra ficar no jardim, tomando solzinho, vendo a vista. Se fosse usar pra sair acho que eu colocaria uma ankle boot e uma jaqueta com bolsa saco. E vcs?

 

Detalhes:

Tunica da Zizzi

LençoHermés

Anéis Bjørg

Brincos Vintage
gisella-francisca-plus-size-pregnancy-zizzi-tunica 1 gisella-francisca-plus-size-pregnancy-zizzi-tunica 2 gisella-francisca-plus-size-pregnancy-zizzi-tunica 3



 

Democracia na moda mais perto da gente

Democracia na moda mais perto da gente

A Lindex é uma marca de fast fashion que está dando exemplo às outras na Europa. É que eles adicionaram tamanhos maiores à grade de todas as linhas. Começando por uma linha só, a Holly & Whyte, que oferece estilos mais comportados, femininos e práticos, o plano é ter todas as linhas com numeração maior a partir de agosto desse ano. Que legal. Além disso, eles ainda tem a linha plus size Generous, que é mais caretinha ,as que dá pra encontrar vários básicos bacanas.

Eu fui convidada a escolher algumas peças deles e montar um look que eu goste. Minha idéia ;e seguir na batida de mistura de estampa que eu tenho feito bastante, usando peças mais comportadinhas e inspirando mais mulheres a brincar com estilos, cores e estampas, criando um look de verão com mais personalidade.

 


gisella-francisca-plussize-fashion-lindex-storestorrelse 8gisella-francisca-plussize-fashion-lindex-storestorrelse 2 gisella-francisca-plussize-fashion-lindex-storestorrelse 6 gisella-francisca-plussize-fashion-lindex-storestorrelse 7gisella-francisca-plussize-fashion-lindex-storestorrelse 5

O top e a saia são deles foram patrocinados por eles.

Baby shower

Baby shower

 

 

Estou TO-DA BO-BA com nossa chá de bebê.

Com a proximidade do nascimento do linduxo mais lindo do eixo Brasil – Noruega, ficou importante fazer o chá de bebê o quanto antes. Tinha que planejar cardápio, decoração, a galera que eu ia chamr, lista de presente, tudo isso. Contei com a ajuda das minhas amigas Raquel e Thatiana e começamos o planejamento.

Tudo bem que produção de evento pessoal nunca foi meu forte. O que eu domino legal é a cozinha, agora decoração…. Eu crio todo o conceito visual na cabeça e compro tudo. Na hora de colocar no lugar é que são elas né? Fiz uma pequena seleção de imagens, marido e eu nos esforçamos, as meninas ajudaram e aí ficou assim nosso dia especial.

Pra comida (o que de fato importa ahahaha) eu fiz coisas simples, leves e que combinassem com o dia quente que foi. Então fiz gazspacho – sopinha de tomate fria espanhola mto gostosa; Salada de quinoa, assim parecida com tabule, uma salada de massa (pra dar mais sustança pro povo), canapé de mousse de azeitona preta que eu amo, rolinho de salmão defumado com cream cheese e rúcola. De doce eu fiz cupcakes e cakepops. Ou seja, deu trabalho fazer tudo sozinha mais eu gosto mto mesmo de cozinhar. Um dia quero aprender a fazer a pasta de atum da Raquel, pq aqui mores, foi demais.

Foi lindo ver as pessoas reunidas aqui em casa, todo mundo com eneegia muito boa concentrada no nosso bebê e uma das tardes mais legal que já tivemos. Viram amigos chegados, a criançada, só amor. Como não falei com todo mundo sobre mostrar as fotos deles e das crianças, mostro aqui pra vcs imagens da casa, comida, decoração…

Você gostou? Awwnnn eu achei a coisa mais linda e fiquei orgulhosíssima de termos conseguido fazer isso.

Olha:

gisella-francisca-baby-shower 3gisella-francisca-baby-shower 2gisella-francisca-baby-shower 4 gisella-francisca-baby-shower 5 gisella-francisca-baby-shower 6 gisella-francisca-baby-shower 7 gisella-francisca-baby-shower 8 gisella-francisca-baby-shower 11gisella-francisca-baby-shower 15 gisella-francisca-baby-shower 12 gisella-francisca-baby-shower 13 gisella-francisca-baby-shower 14gisella-francisca-baby-shower 32

Pin It on Pinterest