The normality of things – and how I am slowly managing to deal with routine

The effortlessly chic party look

Wrapping fun! Christmas gifts bonanza in family

Get the look: cool up your party kimono for everyday outfit

Party season in a budget: 3 looks to inspire

This is how to style a sequin kimono for a hot party look

Entre a cruz e a caldeirinha!

Minha madrasta falava isso e eu sempre achei a expressão muito engraçada. Coisas do tipo “não sei se caso ou se compro uma bicicleta” e essa da cruz e da caldeirinha me lembram situações em que a pessoa se encontra sem saída e pressionada a escolher.

O problema é que no meu caso a pressão vem de dentro, de mim mesmo. Queria poder falar aqui e agora com todas as letras quais são as opções, os prós e contras, os possíveis resultados e as forças variantes que influenciam todo o processo. E aí, esse exercício ia ajudar bastante a solução final.

Mas isso eu não posso fazer agora. Por motivos óbvios de preservação (mínima) da minha vida, claro. E também por um motivo simples que é eu não saber todos os prós, todos os contras e todas as forças que agem sobre o processo.

E aí as coisas foram acontecendo, evoluindo de forma inesperada, e muitas das coisas que eu acreditava foram ficando vazias até sumirem. Os sinais já não significam mais sinais de nada e, se esta for a opção, ainda assim terá que ser ajustada, e muito. Esse é o (único) lado bom.

O que eu sei é que me encontro na ingrata situação de escolher entre duas coisas aparentemente muito boas, que se anulam entre si, que trarão ao mesmo tempo felicidade e tristeza. Pra mim, principalmente. O desabafo ajuda.

Pode ser que essa confusão mental, somada ao intenso fluxo de trabalho, possa explicar a minha ausência desse espaço. E, além de tudo, a traiçoeira crise dos trinta!

Deixe um comentário

Enviar Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Pin It on Pinterest