The normality of things – and how I am slowly managing to deal with routine

The effortlessly chic party look

Wrapping fun! Christmas gifts bonanza in family

Get the look: cool up your party kimono for everyday outfit

Party season in a budget: 3 looks to inspire

This is how to style a sequin kimono for a hot party look

Feito com amor!

Feito com amor!

Os dias estão ficando cada vez mais frios e mais escuros. Pensa no impacto emocional que é ter luz do dia até 23h e, de um dia pro outro, escurecer às sete. É! É o efeito colateral do outono.

Essa é minha estação favorita (sem contar com o verão, claro). As folhas amarelam até ficarem vermelhas, os casacos ficam mais potentes e o vento mais frio. Eu adoro o clima mais seco e mais geladinho. Com a roupa certa você passa bem por esses dias.

O problema é que eu não tenho a roupa certa. Come on! Eu sou do Rio e meu closet é cheio de vestidos que não esquentam nada nada. Aí que entram minhas visitas constantes a brechós. Claro que sempre visito lojas de segunda mão mas agora eu tenho uma desculpa muito boa mesmo!

Essa saia é um achado no brechó Tonica – famoso aqui em Oslo. É uma casa cheia de coisa bacana com uma dona que parece não querer vender as coisas. Mas vale a pena aturar o aspecto “único” dela e ficar lá filtrando as peças. Foi assim que achei o conjunto de lã, feito à mão aqui na Noruega. Ah! A saia vem com um top e custou cerca de 80 reais.

A estampa é bem tradicional por aqui, mas a cor super bold não é muito usada. Aqui você só vê cinza e preto. Sempre critico isso mas tô começando a entender e a me integrar à cultura.

Bem, voltando ao conjunto: é todinho de lã, feito à mão, com “padrão” ou “estampa” bem tradicional da Noruega. A saia lápis é beeeem justinha marcando o bundão. Geralmente não uso modelos mais pegadinhos nessa área, mas deixei rolar e “mandeilhe” meu perfecto preferido, já antigo e um top de lã por baixo. Fez 5 graus nessa tarde. Eu achei melhor usar um salto pra dar uma alongada no meu shape. Saia mais apertada e mais longa pode achartar a pessoa mais volumosa no quadril. Lá pelas tantas eu mandei um tênis porque aqui se anda é muito.

E o plano era mesmo andar. Fui ver uma exposição que eu tava curiosa pra dar um chego. Foi na Kunstnerne Hus, que é um prédio antigo, mas todo reformado internamente pra virar um local pra arte e cultura. Gostei da exposição mas não tive paciência pra ver um grupo de três pessoas jogando pena pro alto e chamando aquilo de arte. kkkkkk nada contra.

Depois fui jantar no Plaah que é um resto muito muito bom com cozinha contemporânea asiática mas tava fechado. A maioria dos lugares aqui fecha aos domingos. Oi?! Ninguém come na rua domingo? kkk Aí fomos pro café do lado que não era nada especial, mas foi gostosinho. Um bom domingo de outono.

Saia vintage
Top de lã Renner (antigão)
Perfecto Herchcovitch;Alexandre
Bota Maria Bonita Extra
Tênis Stella McCartney para Adidas
Bolsa Louis Vuitton
Luva da Sacks, em NY
Batom Ruby Woo, Mac

Deixe um comentário

Enviar Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Pin It on Pinterest