The normality of things – and how I am slowly managing to deal with routine

The effortlessly chic party look

Wrapping fun! Christmas gifts bonanza in family

Get the look: cool up your party kimono for everyday outfit

Party season in a budget: 3 looks to inspire

This is how to style a sequin kimono for a hot party look

Claro que viajar é legal, e claro que bater perna “sem compromisso” é mais legal ainda quando estamos viajando.

Nessa manhã cinza eu acordei meio cansada, tinha dormido tarde na noite anterior. Já fui pra rua meio tarde, assim na hora do almoço. Aí o Jo deu a idéia de irmos ao L’Avenue. É um restaurante na famosa e ryca avenue Montaigne. É todo badalado, só tem gente bonita e/ou aquelas madames cafonas com dinheiro. É também do grupo Costes (do hotel Costes) e, por isso, errado não pode dar.

O venue é lindo, bem clássico, bem Paris, meio escuro mas bem decorado. Meio que beira a cafonice mas não é cafona de jeito nenhum. O serviço é parisiense, ou seja, eles não são felizes sem servir. Mas no final funciona. A comida é delícia. Eu comi o bacalhau (que é fresco) e estava ótimo. Ainda mandei uma torta de maçã de sobremesa.

É com certeza um bom lugar pra ir tomar um brunch. Porque dali você pode dar um chego nas lojas mais legais das marcas-desejo. A Louis Vuitton de lá tem um museu dentro, a Celine tem uma arquitetura super legal que parece uma galeria, a Marni tem um jardim delícia dentro. Ou seja, é muito bom pra inspiração. E pra quem for comprar né, claro. Não foi meu caso. ahahaha. A sacola da foto não é minha.

Aí dali é bem pertinho e dá pra ir andando pro Gran Palais (onde estava o Paris Photo) e pra Saint Honorè – outra rua legal, tem a Colette por exemplo. Dá também pra ir andando pra Place de la Concorde, Rue de Rivoli e finalizar no Carrousel du Louvre e no Louvre itself. a estação Tulleries do metrô é a que mais funciona pra mim. Aliás, se vc for pra Paris baixa o app Paris Metro. Ele vai resolver a sua vida.

Aí eu peguei esse mesmo metrô e fui até Les Halles pra dar uma olhada na galera mais jovem, nas lojas mais locais e undergrounds. Foi bom ver uma outra parte da cidade, um pouco mais tensa, mas muito muito legal. Vale a pena ir.

Essas dicas são só coisas que eu fiz. Eu acho que o blog em português que tem mais dicas legais mesmo, úteis e que ajudam bastante é o Conexão Paris.

Et moi? Já volto com mais fotos e mais coisas que eu fiz na minha short trip pra lá, incluindo uma festa bafo na casa de um dos caras mais cool da fotografia mundial. aaaaa. vem!

Deixe um comentário

Enviar Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Pin It on Pinterest