Easy smokey eye: new video tutorial and review

From work to dinner out: effortlessly cool look for fall

Check it! One of autumn’s hottest trends to get now (in larger sizes)

Skincare and makeup tutorial for a quick pampering

The red coat: a strong fall trend in larger sizes

Matching with the fall! The coolest plus size faux leather jacket you will wear now!

O jogo da espera

O jogo da espera

 

Ganha quem mantiver-se calmo e puder controlar melhor a ansiedade e expectativa. Parece que eu preciso trabalhar forte pra vencer.

Até hoje já passaram 6 dias da minha data de parto. Essas datas não são exatas mas servem pra dar um norte no acompanhamento na gravidez. Considerando que no meu caso, com essa gravidez tão atípica (pra ser eufêmica), pode ser que eu não possa nem contar com essa data prevista. Já sabe de como foi a “descoberta”? Veja mais aqui.

Os dias passam, rápido?

Os dias têm sido de preparação mesmo. Intensa. Decorar o cantinho dele, arrumar a bolsa – essa já tá pronta há um bom tempo, lavar e passar as roupinhas, fazer visitas, ver minha família e amigos, receber minha irmã e sobrinha que vieram pra Oslo pra ver o nascimento do bebê… Tudo tão corrido.

Mesmo assim eu não consigo pensar em outra coisa. Até a semana passada, que foi a 40 de acordo com os cálculos aproximados, eu estava me sentindo bem ativa, conseguia resolver várias coisas na rua no mesmo dia e ainda tinha energia pra chegar em casa e cozinhar um jantar de entrada, principal e sobremesa.

Agora parece que o jogo virou bastante. É impressionante como em tão pouco tempo meu corpo mudou e me sinto tão cansada com pouco. Vou pra rua e só faço uma coisinha e já fico querendo sentar e descansar. Pés e mãos bem inchados, isso significa que não uso mais meus anéis preferidos e tenho escolha limitada de sapatos.

Pelo menos a maioria das roupas eu não perdi. Sinceramente isso me conforta. Pior coisa séria eu ter que comprar um monte de peças nesse momento em que estamos gastando grana com preparativos  para nosso principeso.

Meu marido está nas nuvens. E eu tbm. Eu geralmente não sou do tipo romântica melosa mas não consigo não me emocionar com a mágica de ter uma pessoa crescendo dentro de vc que é o resultado de duas outras pessoas que se amam e querem estar juntos e construir uma família. A nossa ainda é pequena mas já tem uma piscina de amor aqui pra “elezinho”.

O parto

Por enquanto é uma espera tensa mesmo. Estou bem apreensiva com o parto. Penso muito na hora de ver p rostinho dele e segura-lo mas penso muito na dor tbm. Parto não é nenhum passeio no parque né, mores? Mesmo assim quero que seja um parto natural, vamos esperar ele decidir a hora de vir nos conhecer e o hospital também aprecia isso. Nem que eu quisesse induzir eles não fariam só por opção minha ou deles. O bebê que manda. Depois que ele nascer eu devo ficar uns dois dias no hospital ainda. Nesses dois dias eu devo receber visita de família e amigos mais íntimos. Sinceramente, ainda bem que aqui não é costume ter que ter lembrancinha no hospital, seria mais uma coisa pra eu resolver e não estou “podeni”.

Eu tenho dividido bastante fotos e sentimentos com vocês nas minhas mídias sociais. E estou tão grata pelo retorno. Eu não imaginei que ficaria grávida ainda esse ano e nem que teria uma experiência tão positiva. Sou muito grata ao universo pela gravidez tranquila. Sou especialmente grata a vocês por todas as mensagens e comentários de carinho e apoio que recebo todo dia. É um sentimento tão bom, me completa e tranquiliza.


Leia mais:

A maior surpresa de todas: um post bem pessoal e sincero

Estilo de grávida: 8 dicas pra se vestir bem nesse momento tão especial


Sortuda:

Além de sorte em ter tanto carinho das leitoras-amigas, eu me sinto sortuda e muitíssimo agradecida em ter oportunidade de ter meu filho aqui na Noruega. O sistema de saúde não é perfeito. Existem diversas semelhanças com o Brasil, embora muita gente ache que não. Mas quando se está grávida, você vira prioridade. Desde que descobri minha gestação, em abril, eu já fui a mais de 32 controles/consultas. Nesse período eu paguei apenas a primeira ultra e o equivalente a 200 reais por todo o material de exames que já usei. E foram muitos.

Pelo meu endereço eu fui direcionada ao hospital Ullevål, que é um dos melhores do mundo em partos e tratamentos de bebês com qualquer problema. A tecnologia deles é super avançada e, mais importante, os médicos, parteiras e enfermeiras são competentes demais. Hoje por exemplo quem está fazendo meu controle é a chefe geral de ginecologia/obstetrícia do hospital. E o que eu faço no controle?

Primeiro é bom falar que eu faço controle (pré natal) tanto com minha médica geral (fastlege – que é escolhida pra mim pelo governo com base no local onde eu moro – e ainda calhou de ela ser minha vizinha de prédio), uma parteira (chamada jordmor) no posto de saúde perto da minha casa, e também com o hospital que vai fazer meu parto. A parteira entende tudo de parto, claro, me dá dicas, tira dúvidas, mede minha pressão, faz exames, etc… os outros médicos também fazem isso, claro, mas tem alcance maior. Sinceramente eu não sei explicar exatamente as diferenças com o Brasil nesse sentido porque nunca acompanhei de perto uma grávida no país. Mas se vcs mandarem dúvidas, eu vou atrás de respostas.

Eu chego no controle e faço uma medição dos movimentos dele com um aparelho que gruda na minha barriga (olha a foto) e eu aperto um botão cada vez que ele mexer.

IMG_0232

Ali eles tbm medem os batimentos dele, os meus e minha pressão arterial. Com esses resultados eu vou pra sala da médica e ela faz uma ultra 2D só pra medir o crescimento do bebê. O meu está com quase 4kg (!!!) e cerca de 52cm. :-)

Como já passei da data de previsão do parto, no controle eles tbm estão checando se tenho alguma dilatação. Por enquanto nada, gente.

Então é um jogo de espera mesmo. Ele pode vir a qualquer momento e os pais como? Nervosos né? Mas ajuda saber que tenho carinho por esse lado daí da tela e da minha família e amigos por aqui.

Espero que no próximo post eu já consiga mostrá meu príncipe a vcs. Nesse momento escrevo direto da sala de controle de movimentos e batimentos cardíacos dele, então já to no clima de trazer um bebê pro mundo, gente. Torçam pra não doer muito por favor!

Beijos cheidiamor!

Vamos conversar mais? 

Instagram: @gisellafrancisca

Snapchat: GIFRANCISCA

Facebook FanPage: Gisella Francisca

gisella-francisca-plus-size-fashion-pregnant 1 gisella-francisca-plus-size-fashion-pregnant 2

 




 

Deixe um comentário

1 Comentário

  1. Gi, que delícia acompanhar essa felicidade! Logo, logo o Principeso chega para tornar tudo ainda mais alegre. Força! :) Fique tranquila com o parto. Beijos!

    Responder

Enviar Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Pin It on Pinterest