Beauty Boot Camp: The latest trends in beauty and the most massive goodiebag!

Back to work! 1 jeans – 2 fun looks to get over the end-of-summer blues

Norwegian summers are the best! Here is how we spend it.

Got curves? Here is the swimwear you will wear this summer

A New Ritual every day

The development + cool not so basic look

Diário de maternidade: as 3 primeiras semanas

Diário de maternidade: as 3 primeiras semanas

Ele fez três semanas. Parece que foi ontem e ao mesmo parece que ele tem estado aqui pra sempre. Acho que porque é tudo tão intenso e eu sinto que tenho tanto que aprender ainda.

É bom ser humilde e ouvir as pessoas mais experientes quando não sabemos muito de um assunto. Isso vale pra tudo na vida. Mas, se tratando de filhos o buraco é um pouco (ou bem) mais embaixo. Todo mundo acha que sabe mais, que é especialista ou que as crianças seguem um padrão. Cada criança é diferente. Cada uma se comporta e sente as coisas de um jeito. O mesmo acontece com os pais. Ainda assim eu não dispenso um conselho de pessoas que eu respeito e que sei que não vão ficar apontando o dedo pra forma que crio meu filho só por que um dia eu pedi uma opinião. #roloudesabafo

Nossos dias:

Desde que Mikkél chegou em nossas vidas, está rolando um processo de adaptação. Começou quando eu descobri que tava grávida e está em ocorrência ainda. E não só eu preciso me adaptar. Ele precisa de adaptar à mim e meu marido, à gente.

Ter um serumaninho tão pequeno e dependente totalmente de mim é um dos maiores desafios que eu já tive na vida. É um mix de extrema felicidade, com estado de graça e um medo grande de errar, de estar causando alguma dor nele, sei lá!

Por exemplo, ele está hoje com umas bolinhas na testa. Li no material que recebi do posto de saúde que é normal que ele tenha umas bolinhas ou marquinhas na pele no início. Pode ser uma alergia a qualquer coisa, de comida que eu como a um creme que eu uso, passando pelo tecido de alguma roupa e até a barba do meu marido. Precisamos fazer testes e descobrir por nós mesmos o que é.

Não tem manual de instrução, Mikkél não fala, eu não tenho experiência, especialistas dizem que é normal… fazer o que? Descobrir sozinha né?

Ele não chora muito e sou agradecida por isso. Mas gente, esse menino come… tipo, muito! Parece que puxou alguém né? kkkk. Então eu acordo várias vezes por noite para amamentar. Tenho também ordenhado leite com a bombinha pro meu marido dar pra ele de madrugada, é nossa tentativa de dormirmos mais. Mas na boa, não funciona. Primeiro que se ele faz qualquer barulho meu instinto de mãe me acorda. Segundo que eu acordo sozinha só pra ficar olhando pra ele… awwnnn.

gisella-francisca-maternidade-plus-size-set16-3

Cuidados:

Na quarta feira passada a “HelseSøster” veio aqui em casa. Ela é uma espécie de pediatra que o governo direcionou pra ele quando nasceu. Ela o pesou, mediu, examinou, fez uns testes de coordenação motora, me orientou em várias coisas, tipo truques pra ele se acalmar, melhor posição pra amamentar, etc…

Ela entregou pra gente um fichário que é o diário dele. Ali tem todas as informações de saúde do Mikkél, cartão de vacinação, acompanhamento de peso, etc… em dez dias ele engordou 1kg. ahahahah Tô falando que ele come bem?!

Ela inclusive indicou uma chupeta pra gente testar se ele quer comer toda hora mesmo ou se ele quer ficar gostosinho aconchegado. Por enquanto a comida está vencendo. Eu também não curto muito chupeta pra bebê mas não sou extremamente contra. Vai depender da necessidade e tal.

gisella-francisca-maternidade-plus-size-set16-1imagem-jpeg-50c745b3bd0c-1

……

O que está (e não está) funcionando pra mim:

Você dorme quando o bebê dorme! Mentira. Você dorme quando der e se der. Aqui na Noruega é super caro ter empregada, babá ou uma pessoa fixa pra te ajudar. Meu marido trabalha fora. Mesmo que consiga ficar em casa uns dias, ele precisa trabalhar em casa. Então se Mikkél dorme eu vou tentar comer, lavar roupa, arrumar a casa, editar foto, fazer post, escrever, responder emails, fazer pesquisa e, principalmente, tentar descansar um pouco já que isso não acontece à noite.

Ele dorme na caminha linda que compramos pra ele! Não está acontecendo. Ele até fica lá mas no meio da noite só relaxa a ponto de dormir quando está na nossa cama. No meio da gente. É a coisa mais deliciosa quando ele se esforça pra virar pra mim. É o que me dá energia pra tanto desgaste.

Os bodies transpassados são mais práticos! MUITO VERDADE! Se você estiver comprando enxoval ou presente pra algum bebê recém nascido, prefira esse tipo de roupinha. Não precisa passar pela cabeça, é muito mais fácil de vestir. No meio da madrugada, no topo do seu estado de zumbi, você vai agradecer ter esses bodies.

A coisa “marido e mulher” muda muito! TUDO VERDADE. A gente muda, a rotina, a casa, as prioridades, tudo. Acho que por isso a taxa alta de separação entre casais que estão juntos há pouco tempo e têm bebê logo. É preciso muita intimidade, paciência e cumplicidade entre o casal. Vocês não fazem mais o que querem e quando querem – e não falo somente de sexo. Vocês agora têm um novo chefe, more. E ele demanda atenção.

É uma fase de luto pra mulher! SIM. Parece mesmo. Luto pela sua vida que jaz e pelo abandono de tudo que você considerava importante ou tinha interesse por. Agora se você tiver tempo pra tomar um chá, já considere uma vitória ok?

…..

Eu posso dizer que a vida virou uma bagunça, zona mesmo! No meu caso eu “fiquei grávida” e tive um filho em quatro meses. Por isso não tive tanto tempo pra me preparar emocionalmente. Tem sido uma montanha russa. Sempre com final feliz. Mikkél completou minha vida e me fez virar uma pessoa melhor em tempo récorde. E estou feliz em dividir isso com vocês.

Quem aí vai ter filho daqui a pouco ou está planejando? Me conta?

gisella-francisca-maternidade-plus-size-set16-2

Instagram: @gisellafrancisca

Snapchat: GIFRANCISCA

Facebook FanPage: Gisella Francisca



Deixe um comentário

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *



Pin It on Pinterest