Bring the (curvy) party!

The Fall Curvy Guide for you to easily rock this season’s colour palette

Beauty Boot Camp: The latest trends in beauty and the most massive goodiebag!

Back to work! 1 jeans – 2 fun looks to get over the end-of-summer blues

Norwegian summers are the best! Here is how we spend it.

Got curves? Here is the swimwear you will wear this summer

Inclusão e diversidade: moda para todos na Lindex

Inclusão e diversidade: moda para todos na Lindex

 

 

Este Outono, com a campanha “Fall Fashion Heroes”, Lindex integra tamanhos maiores em todos os seus conceitos de moda – coleções dentro de uma fast fashion. Agora, a maioria das peças são oferecidas em tamanhos de até 54. A antiga linha plus size Generous não está mais disponível e faz sentido né?

Significa que Lindex está à frente quando se fala em desenvolvimento entre moda e sociedade, tomando a iniciativa de promover mais inclusão e diversidade. Levantei a discussão entre alguns amigos a fim de ouvir algumas opiniões. Ouvi  que ter tamanhos até 54 não é ser exatamente plus size, mas eu discordo em parte.

(more…)

Democracia na moda mais perto da gente

Democracia na moda mais perto da gente

A Lindex é uma marca de fast fashion que está dando exemplo às outras na Europa. É que eles adicionaram tamanhos maiores à grade de todas as linhas. Começando por uma linha só, a Holly & Whyte, que oferece estilos mais comportados, femininos e práticos, o plano é ter todas as linhas com numeração maior a partir de agosto desse ano. Que legal. Além disso, eles ainda tem a linha plus size Generous, que é mais caretinha ,as que dá pra encontrar vários básicos bacanas.

Eu fui convidada a escolher algumas peças deles e montar um look que eu goste. Minha idéia ;e seguir na batida de mistura de estampa que eu tenho feito bastante, usando peças mais comportadinhas e inspirando mais mulheres a brincar com estilos, cores e estampas, criando um look de verão com mais personalidade.

 


gisella-francisca-plussize-fashion-lindex-storestorrelse 8gisella-francisca-plussize-fashion-lindex-storestorrelse 2 gisella-francisca-plussize-fashion-lindex-storestorrelse 6 gisella-francisca-plussize-fashion-lindex-storestorrelse 7gisella-francisca-plussize-fashion-lindex-storestorrelse 5

O top e a saia são deles foram patrocinados por eles.

Bem sincero: a maior surpresa de todas!

Bem sincero: a maior surpresa de todas!

 

 

 

Sim, é verdade! Quase nem dá pra acreditar mas é verdade. Eu vou ser mãe. De um menino tão abençoado. Gente, me sinto sortuda e muito feliz nesse momento. Por isso quero dividir com vocês aqui. Atenção que é post “sincerão”.

Tentando resumir, aconteceu assim… Bem, a gravidez, vocês, nessa altura da vida já sabem como se faz né? Ahahahaha.

Sou casada e planejávamos ter um bebê em 2017.  Então até fevereiro/março eu estava usando meu anticoncepcional, menstruando normalmente e estava no Brasil, a todo vapor, viajando de lá pra cá, trabalhando muito. Foi quando fiz a campanha da Marisa, você viu? Tem que ver que está super legal. Ou seja, tudo dentro dos conformes. Não senti nenhum enjôo específico, só sentia muita azia mas não sabia que era um sintoma de gravidez.

A desconfiança veio quando eu não menstruei em março/abril. E além disso eu estava com outros sintomas, que só vejo como sintomas agora, depois de confirmar a gravidez. Intestino não funcionando regularmente como sempre foi, umas sensações similares a gases e, claro, a barriga maior do que o normal, embora eu tivesse comendo saudável e sendo bem ativa – até percebi uma certa desinchada no resto do corpo.

Aí eu fiz o exame quando cheguei em Oslo, queria fazer junto com meu marido, na minha casa e tal. O teste de gravidez foi positivo para 2 a 3 semanas. Aí ficamos super felizes! O próximo passo foi ir à minha médica – que indicou uma ultra. Aí que a coisa muda….

 

gisella-francisca-plus-size-pregnancy-gravida-plus-size-riverisland 4

Fomos pra ultra! Chegando lá o médico conversa com a gente, começamos o procedimento, aí ele me pergunta: “- quer saber o sexo do bebê?”. Eu já mandei um “caraaaaa que avançada a medicina aqui. Já sabendo o sexo em 3 semanas…”. E ele diz, então, vamos por partes. É menino! Tudo aparentemente bem com ele. Nesse momento, marido e eu já chorávamos né? Awwnn  um menino…

E o médico dizia que tinha mais. Eu já como né? Meu deus, gêmeos!! Ele disse que era de fato um bebê só, mas que minhas contas estavam bem erradas, tipo muito erradas mesmo. Acabou que o bebê era bem maior do que 3 semanas (eu realmente não me liguei nisso quando vi a imagem dele na ultra, foi minha primeira vez vendo uma ultra na vida!).

Então no dia da ultra, que aconteceu no começo de maio, descobrimos que eu tinha acabado de completar 6 meses de gravidez! Gente, 6 meses. Agora já estou com sete e ele nasce até o meio de agosto.

Agora você vê? Que benção nas nossas vidas? Eu ainda estou nas nuvens. Isso foi de fato a melhor coisa que já aconteceu na minha vida.

Não sou do tipo romântica mas com essa situação não tem como não ficar toda mole… eu me sinto tão bem, tão completa. A cada movimento dele (e são muitos mesmo) eu fico maravilhada. Nunca me senti tão plena sabe? Acho que a gravidez faz isso. E ouvi dizer que depois do parto, ali quando você vê o bebê, além de ser o momento mais incrível da sua vida, você ainda se sente super-woman.

Estou lendo muito, aprendendo bastante. Fiz todos os exames e está tudo bem com ele, crescendo como esperado, se movimentando bem também, ou seja, tudo nos conformes. Eu me sinto mais cansada do que o normal mas ainda faço bastante coisa. Quero ser ativa até quando não conseguir mais.

Essa “gravidez de 3 meses” me fez ver que a vida toma caminhos que no final dão certo. Olhando pra trás eu consigo perceber como tudo estava se preparando para minha gravidez, sem eu me dar conta. Tudo que deu certo, foi ótimo e o que deu errado, estava dando certo afinal. Foram os seis meses mais produtivos, divertidos e ativos que eu já tive. Se eu soubesse que tava grávida antes, não teria aceitado diversos convites e teria sido frustração sabe? Olha, como eu te falei, estou me sentindo a mulher mais sortuda do mundo.

A partir desse post eu começo a dar mais detalhes, mostrar mais coisas e dividir essa parte tão mágica da minha vida. Quero agradecer a todas as mensagens de amor e positividade que recebi quando dei a notícia num dos meus videos ao vivo no Facebook. Me segue nas mídias sociais porque tem muita coisa pra mostrar gente, vem comigo:

Meu Instagram: @gisellafrancisca

Meu Snapchat: GIFRANCISCA

Minha FanPage no Facebook: Gisella Francisca

E teve chá de bebê. Já já eu mostro…


gisella-francisca-plus-size-pregnancy-gravida-plus-size-riverisland 3

Body da River Island. Tem parecido aqui.



Ame sua beleza: #papodemulherparamulher

Ame sua beleza: #papodemulherparamulher

Tá no ar o primeiro video da websérie #papodemulherparamulher da Marisa! E quem está lá pra trocar uma boa idéia sobre relação com o corpo, sociedade, mídia e moda plus size? Eu né, mores?

A Marisa me convidou pra participar desse time inspirador de influenciadoras do bem para um bate papo filmado sobre temas bem pertinentes para nós mulheres. Falamos sobre auto imagem e aceitação corporal, pressão social, idade, ditadura da moda e tudo que envolve ser mulher na sociedade atualmente.

O objetivo da marca é trazer para seus canais a discussão de temas que contribuam para diálogos e reflexões, desconstruindo estereótipos e permitindo que as mulheres ocupem seus espaços e se orgulhem cada vez mais de ser quem são, livres de ditaduras e padrões.

Foi um grande prazer ser chamada para participar desse projeto tão lindo. Principalmente porque no meu trabalho eu venho abordando assuntos inerentes à auto estima da mulher, não só plus size e quebra de padrões de imagem e comportamento. E ainda, gente, eu fui acompanhada por mulheres que também me inspiram, como a Julia Petit, a Carla Lemos do Modices e a Ana Soares, do Hoje Vou Assim Off.

Você viu o bate papo direto do evento de lançamento da campanha? A ocasião reuniu nós quarto (as influenciadoras convidadas) e conversamos, com transmissão ao vivo no Facebook, e passamos uma tinta magenta em frases desagradáveis que ainda ouvimos de vez em quando por aí. Esse foi o primeiro ponto forte da campanha. E agora temos a websérie que começa comigo.

Auto amor, por favor!

No primeiro video da série eu converso com meninas bem legais sobre como nossa relação com nosso corpo e nossa auto estima estão influenciadas pelos padrões sociais e como eles podem ser danosos para nosso desenvolvimento ao longo da vida. Isso tudo num formato bem divertido, com dicas e “causos” que trazem o assunto para a nossa vida real e nos ajudam a se livrar de pensamentos e comportamentos que desfavorecem o auto amor.

Acredito que uma das expressões mais usadas hoje é “empoderamento feminino”. O assunto é abrangente e cheio de significado importante. Porém o termo pode soar um pouquinho mais complicado e muita gente pode pensar “Ah! Isso não é pra mim não”. Empoderamento feminino é pra todo mundo, inclusive pra homem. É comportamento diário, é mudança em atitudes pessoais e, principalmente aí dentro de você. É muito mais simples do que parece e no video eu falo sobre isso e ainda dou dicas. Tem que ver!

Uma nuvem positiva no mundo

Essa coisa de marcas fazerem as mulheres se sentirem bem é uma tendência de comunicação no mundo todo. Porém há uma pá de exemplos por aí de campanhas que só falam disso mas não produzem nada de útil pra gente.

“Nosso objetivo com a websérie é criar uma extensão da campanha ‘Papo de Mulher para Mulher’ e nos aproximar de nossas clientes. Queremos dar voz às mulheres que fizeram parte desta campanha, de forma muito verdadeira, para que elas possam se expressar e contar suas experiências”, comenta Roberta Morelli, Gerente de Divisão de Marketing da Marisa.

Por isso que o #papodemulherparamulher me deixou tão satisfeita. São assuntos abrangentes que realmente fazem parte do universo feminino, discutidos de forma simples e leve. Eu não sei você, mas estou cansada e já não aceito mais, há um bom tempo, campanhas que usam baixa auto estima pra promoção de marcas, produto ou serviços. A gente quer é ser empoderada e tratada com respeito. Somos ou não as protagonistas de nossas histórias?

Assiste o video e me conta o que você achou. Concorda com a gente? Com o que você mais se identificou na nossa conversa?

E os looks? Tá curiosa pra saber mais sobre eles? Só clicar aqui.

Dá play no vídeo aqui ou vai na minha página do Facebook saber de tudo!

 

 

E eu consegui fazer umas imagens no backstage. Foi tão divertido…. E uma curiosidade, o tempo todo eu queria muito um pedaço das cupcakes. Fala que vc não ia querer também?

gisella-francisca-marisa-plus-size-video-campanha-1 gisella-francisca-marisa-plus-size-video-campanha

 

Pin It on Pinterest